InfoMoney | 22/4/2010 | No mercado de trabalho, há profissionais de diferentes faixas etárias. É muito comum haver na mesma empresa profissionais mais maduros trabalhando com estagiários, aprendizes e recém-formados. Essas pessoas fazem parte de quatro diferentes gerações: Tradicional, Baby Boomers, Geração X e Y.
O psicólogo organizacional e presidente do ESARH 2010 (Encontro Sul-Americano sobre Recursos Humanos), Doralício Siqueira, afirma que as empresas ainda não encontraram a maneira mais adequada de conviver com as diferenças de gerações. Para ele, é necessário conscientizar os dirigentes das organizações para compreenderem a riqueza dessa diversidade de profissionais.

Siqueira declara ainda que o principal desafio das empresas é reconhecer o talento de cada pessoa, independentemente da idade, e trabalhar com foco naquilo que é positivo e que agrega. O psicólogo alerta que o reconhecimento dos profissionais é uma das formas mais eficazes das gerações conviverem com maior sinergia.

As quatro gerações que convivem no ambiente de trabalho possuem característica diferentes. Confira.

Tradicional – Nascidos até 1950, são pessoas extremamente dedicadas, que entendem e se conformam com o sacrifício; admitem recompensas tardias; respeitam a hierarquia e são formais: burocratas. O dever vem antes do prazer e são bons em tomar decisões pressionados.

Baby Boomers - Nascidos entre 1951 e 1964, são pessoas revolucionárias e moldadas com grande disciplina; céticos em relação à autoridade, independentes; transformadores, buscam reorganizar ou reestruturar suas organizações; foco no curto prazo e mentalidade de trabalhar pressionados; liderança por consenso; tendem a priorizar o trabalho, acreditam num mundo competitivo e compenetrado.

Geração X - Nascidos entre 1965 e 1983, buscam equilíbrio entre a vida pessoal e profissional; são pessoas auto-centradas, empreendedoras e extremamente independentes: altamente pragmáticas e orientadas às ações; liderança por competência; grupo mais conservador da força de trabalho. Meta de carreira dirigida a novos desafios; gostam de trabalhar num ambiente de equipe e a primeira geração que verdadeiramente domina os computadores – Era da Informação.

Geração Y - Nascidos entre 1984 e 1990, são tecnologicamente superiores; tendem a ter entendimento global; necessitam de reconhecimento positivo periódico; desejam crescimento rápido na carreira e são imediatistas. Tecnicamente muito sofisticados; multi-tarefeiros; fiéis aos seus projetos; informais, autônomos e individualistas. Não abrem mão de gerenciar simultaneamente sua vida pessoal e profissional. Precisam se sentir “fazendo parte” do time: liderança por coletividade e inclusão.